21.08.07

Quando ela pensava no adeus,
sentia uma vontade de açúcar,
compota de morango ou figos bêbados.
Qualquer coisa com pigmentos,
com pés de cidade ou ruído azul,
que a libertasse do torpor recortado
pela manhã de um novo penhasco.

Quando ela pensava no adeus,
ficava estática, alcatroada ao chão
porque não sabia como ir-se embora
.

 

Aqui:http://acarosnoarmario.blogs.sapo.pt/

[Sem muita festa,nem um post declarado a anteceder.Amanha logo se vê se consigo.]

publicado por hanna às 23:55

Continuando a derreter o gelo...
mais sobre mim
Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13

19
22



arquivos
2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
blogs SAPO